Prescrição e acompanhamento de exercícios físicos à comunidade em tempos de pandemia

Autores

  • Laís Leite UEMG
  • José Vitor Vieira Salgado UEMG
  • Ana Júlia Dias UEMG
  • Adão Messias Fernandes
  • Isadora Gomes Alves Mariano
  • Thayane Fávero Silveira
  • Isabella Carolina Silva Pereira
  • Roseli Silva de Oliveira UEMG

Palavras-chave:

COVID-19, Exercício físico, Isolamento Social, Saúde Mental

Resumo

Em 2020, em virtude da pandemia provocada pelo coronavírus (SARS-CoV-2), inúmeras restrições foram impostas acarretando mudanças comportamentais, e, consequentemente, refletindo na realização de atividades físicas e esportivas. Este estudo deriva das adaptações do projeto de extensão “Caminhar e Correr para Viver Melhor” para o meio virtual, objetivando proporcionar à comunidade uma oportunidade em manter-se fisicamente ativa por meio da orientação de exercícios físicos sistematizados de forma síncrona e assíncrona na rede social Instagram. De maio a dezembro, foram realizadas mais de 120 publicações, duas vezes por semana, em formato de vídeos gravados ou lives com orientação, descrição e quantificação das atividades a serem realizadas, além de publicações informativas sobre saúde física e mental. Ocorreram capacitações dos discentes envolvidos, viabilizando a orientação na prescrição de exercícios físicos e as formas de divulgação durante o período de isolamento social. O número de participantes foi aumentando gradativamente mediante as publicações. Apesar de as limitações em relação ao acompanhamento mais próximo do desempenho dos participantes, bem como o uso de ferramentas que permitissem verificar melhorias da qualidade de vida e da composição corporal, as adaptações desse projeto de extensão para o meio virtual possibilitaram a adesão e a realização sistemática de exercícios físicos orientados para a comunidade.

Referências

LIPSITCH, M.; SWERDLOW, D.; FINELLI, L. Defining the epidemiology of COVID-19: studies needed. The New England Journal of Medicine, Waltham, v. 382, n. 13, p. 1194-6, 2020. Disponível em: https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMp2002125. Acesso em: 18 mar. 2021.

FARO, A. et al. COVID-19 e saúde mental: a emergência do cuidado. Estud. psicologia (Campinas), Campinas, v. 37, e200074, 2020. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-166X2020000100507&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 8 jul. 2020.

ORNELL, F. et al. Pandemia de medo e COVID-19: impacto na saúde mental e possíveis estratégicas. Revista Debates in Psychiatry. Rio Grande do Sul, p. 2-7. 2020. Disponível em: http://www.ufrgs.br/ufrgs/noticias/arquivos/pandemia-de-medo-e-covid-19-impacto-na-saude-mental-e-possiveis-estrategias/view. Acesso em: 22 jun. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Política Nacional de Promoção da Saúde. 3. ed. Brasília; 2010. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_promocao_saude_3ed.pdf. Acesso em: 10 ago. 2020.

SILVA, C. A. A.; TOLENTINO, G. P.; VIDAL, S. E.; SIQUEIRA, G. D. J.; SILVA, I. O.; PEREIRA, L. C. G.; VEN NCIO, P. E. M. Motivação à prática de musculação em adultos jovens de 18 a 25 anos. Coleção Pesquisa em Educação Física, Várzea Paulista, v. 15, n. 01, p.119-126, 2016. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Iranse-Oliveira-Silva/publication/301531753_MOTIVACAO_A_PRATICA_DE_MUSCULACAO_EM_ADULTOS_JOVENS_DE_18_A_25_ANOS/links/571780ae08aeb56278c46ba3/MOTIVACAO-A-PRATICA-DE-MUSCULACAO-EM-ADULTOS-JOVENS-DE-18-A-25-ANOS.pdf. Acesso em: 8 jul. 2020.

SILVA, R. S. et al. Atividade física e qualidade de vida. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 15, n. 1, p. 115-120, jan. 2010. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232010000100017&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 8 jul. 2020.

HELIOTERIO, M. C et al. COVID-19: Por que a proteção de trabalhadores e trabalhadoras da saúde é prioritária no combate à pandemia? Trab. educ. saúde, Rio de Janeiro, v. 18, n. 3, e00289121, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1981-77462020000300512&script=sci_arttext. Acesso em: 8 jul. 2020.

FÓRUM DE PRÓ-REITORES DE EXTENSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS. Política nacional de Extensão Universitária. Manaus: FORPROEX, 2012. Disponível em: https://proex.ufsc.br/files/2016/04/Pol%C3%ADtica-Nacional-de-Extens%C3%A3o-Universit%C3%A1ria-e-book.pdf. Acesso em: 8 jul. 2020.

NUNES, A. L. P. F.; SILVA, M. B. C. A extensão universitária no ensino superior. Revista Mal-Estar e Sociedade, Barbacena, ano 4, n. 7, 2011. Disponível em: https://revista.uemg.br/index.php/gtic-malestar/article/view/60. Acesso em: 8 jul. 2020.

DAVIES, K. A. et al. Reduced physical activity in young and older adults: metabolic and musculoskeletal implications. Therapeutic Advances in Endocrinology and Metabolism, S. l., v. 10, n. 2042018819888824, 2019. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/full/10.1177/2042018819888824. Acesso em: 8 jul. 2020.

WEISS, CV et al. A importância da caminhada na perspectiva da equipe de redutores de dados. J Nurs Health, Pelotas (RS), v. 2, n. 1, p. 44-9, jan. jun. 2012. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/enfermagem/article/view/3455. Acesso em: 8 jul. 2020.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

Leite, L., Vieira Salgado, J. V. ., Dias, A. J. ., Fernandes, A. M. ., Gomes Alves Mariano, I. . . ., Fávero Silveira, T. ., Silva Pereira, I. C. ., & Silva de Oliveira, R. . . (2021). Prescrição e acompanhamento de exercícios físicos à comunidade em tempos de pandemia. Revista De Extensão Da UPE, 6(1), 27–32. Recuperado de https://www.revistaextensao.upe.br/index.php/reupe/article/view/89