Comparação da aptidão física autorrelatada e por testes físicos em adolescentes

Autores

  • Jânio Correia Universidade de Pernambuco (UPE), Petrolina, Pernambuco, Brasil.
  • Hildeberto Sobral Programa de Pós-Graduação em Hebiatria – Determinantes de saúde na adolescência da Universidade de Pernambuco (UPE), Camaragibe, Pernambuco, Brasil.
  • Ágda Oliveira Programa de Pós-Graduação em Hebiatria – Determinantes de saúde na adolescência da Universidade de Pernambuco (UPE), Camaragibe, Pernambuco, Brasil.
  • Marina Gonçalves Programas de Pós-Graduação em Psicologia e Educação Física, Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) – Campus Petrolina, Pernambuco, Brasil.
  • Ricardo Freitas Programa de Pós-Graduação em Hebiatria – Determinantes de saúde na adolescência da Universidade de Pernambuco (UPE), Camaragibe, Pernambuco, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.56148/2675-2328reupe.v6n1.1.119.pp42-43

Palavras-chave:

Aptidão Física, Adolescente, Questionário

Resumo

Introdução: Avaliar a aptidão física por testes padrão-ouro possuem limitações logísticas na sua execução. Objetivo: Comparar a avaliação da aptidão física autorrelatada e testes físicos. Percurso Metodológico: 177 adolescentes, de 12 a 17 anos, de ambos os sexos foram avaliados por testes físicos – 20 m shuttle run test (SR20m), força de preensão manual nos lados direito e esquerdo (PMBD e PMDE), salto horizontal estático (SH), shuttle run 4x10 m (SR10m) e sentar e alcançar modificado (SA) – e instrumento autorrelatado, International Fitness Scale – versão brasileira (IFIS-BRA), questionário que mensura a aptidão física geral (AFG), capacidade cardiorrespiratória (CC), força muscular (FM), velocidade/agilidade (VA) e flexibilidade (Flex). Resultados: A idade média foi de 14,77 ± 1,56 anos, sendo 59,3% do sexo feminino. O estágio de maturação sexual nível quatro, da genitália do sexo masculino e feminino foi 63,9% e 29,5%; e o estágio da mama do sexo feminino foi 40,0%. A MCT e CC foram semelhantes entre os grupos. A aptidão física mensurada por testes físicos (SH, PMMBD, PMBE, SA, SR10m, SR20m) e autorrelatada (AFG, CC, FM e VA), exceto SA e Flex, foram superiores nos indivíduos masculinos. Considerações Finais: O questionário IFIS-BRA diferencia o nível de aptidão física entre os sexos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

22.04.2021

Como Citar

Correia Júnior, J. L., Sobral, H. D., Barros de Oliveira, Ágda C., Gonçalves, M. P. ., & Dias, R. de F. (2021). Comparação da aptidão física autorrelatada e por testes físicos em adolescentes. Revista De Extensão Da UPE, 6(1.1), 42–43. https://doi.org/10.56148/2675-2328reupe.v6n1.1.119.pp42-43

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.