Curso de verão de fisiologia humana: um relato de experiência

Autores

  • Amanda Alves Marcelino da Silva Universidade de Pernambuco
  • Elton Gabriel Fernandes de Brito

Palavras-chave:

Cursos, Fisiologia, Relato de Casos

Resumo

A extensão universitária é uma das principais ferramentas de formação acadêmica, sendo fundamental para a apropriação dos conteúdos vivenciados pelo estudante durante a sua graduação. A busca por esse tipo de programa deve exceder a própria instituição de ensino, uma vez que a interação com pessoas de outras realidades proporciona o fortalecimento do aprendizado pela troca de saberes e vivências. Com isso, o objetivo desse trabalho é abordar a experiência de um discente de Enfermagem da Universidade de Pernambuco – campus Petrolina, que participou do curso de verão de Fisiologia Humana oferecido pela Universidade de São Paulo, campus Butantã. Portanto, trata-se de um relato de experiência com abordagem descritiva acerca dos quatorze dias de aulas teóricas e práticas transcorridos na instituição. Conclui-se que essa ferramenta seja essencial para o amadurecimento pessoal e profissional durante a trajetória dos indivíduos na sua formação.

Referências

FADEL, C. B. et al. O impacto da extensão universitária sobre a formação acadêmica em Odontologia. Interface (Botucatu), Botucatu, v. 17, n. 47, p. 937-946, dez. 2013.

SILVA, A. F. L.; RIBEIRO, C. D. M.; SILVA JUNIOR, A. G. Pensando extensão universitária como campo de formação em saúde: uma experiência na Universidade Federal Fluminense, Brasil. Interface (Botucatu), Botucatu, v. 17, n. 45, p. 371-384, jun. 2013.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Instituto de Ciências Biomédicas. Departamento de Fisiologia e Biofísica. Praticando e Discutindo Fisiologia: XVII Curso de Verão. São Paulo, 2019.

MALNIC, G.; SAMPAIO, M. O ensino das ciências básicas na área da Saúde. Estudos Avançados, São Paulo, v. 8, n. 22, p. 547–552, 1994.

GUYTON, A. C. Tratado de fisiologia médica. Rio de Janeiro: Elsevier Brasil, 2006.

ARAÚJO, C. G. S. et al. Aerobic Exercise and The Heart: Discussing Doses. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, Rio de Janeiro, v. 108, n. 3, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/abc/v108n3/0066-782X-abc-108-03-0271.pdf. Acesso em: 25 mar. 2021.

CABRAL, N. G. Saberes em extensão universitária: contradições, tensões, desafios e desassossegos. 2012. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

RODRIGUES, A. L. L. et al. Contribuições da extensão universitária na sociedade. Caderno de Graduação-Ciências Humanas e Sociais-UNIT, Aracaju, v. 1, n. 2, p. 141-8, 2013.

MOIMAZ, S. A. S. et al. Extensão universitária na ótica de acadêmicos: o agente fomentador das Diretrizes Curriculares Nacionais. Revista da ABENO, Londrina, v. 15, n. 4, p. 45-54, 2015.

FÓRUM DE PRÓ-REITORES DE EXTENSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS E SESU / MEC. Política Nacional de Extensão Universitária – PNEU. Manaus, 2012.

DUARTE, J. S. As contribuições da extensão universitária para o processo de aprendizagem, prática da cidadania e exercício profissional. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Católica de Brasília, 2014.

GUEDES, S. T. R.; SCHELBAUER, A. R. Relação teoria e prática no curso de formação de professores. [S.l.: s.n.] 2009. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/201-4.pdf. Acesso em: 25 mar. 2021.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

Alves Marcelino da Silva, A., & Fernandes de Brito, E. G. . (2021). Curso de verão de fisiologia humana: um relato de experiência . Revista De Extensão Da UPE, 6(1), 58–65. Recuperado de https://www.revistaextensao.upe.br/index.php/reupe/article/view/95