Atividades virtuais interdisciplinares com idosos: práticas físicas e cognitivas durante a pandemia

Autores

  • José Vitor Vieira Salgado UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS
  • Michelle Morelo Pereira UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS
  • Gabriela Correia Universidade do Estado de Minas Gerais
  • Vitória Silva Couto UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS
  • Nathalia Santos da Paixão UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS
  • Virginia Raimunda Ferreira UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS

Palavras-chave:

Covid-19, Saúde, Idoso, Virtual

Resumo

A população idosa representa 13% do número de habitantes no Brasil e no estado de Minas Gerais pelo menos 75% apresentam alguma doença crônica. Em 2020, esse público obteve destaque diante do surgimento da doença do coronavírus (COVID-19), pois foram considerados parte do grupo de risco, e, consequentemente, precisaram se adequar à principal medida preventiva para a contenção da doença, o isolamento social. Diante disso, o projeto de extensão “Valorizando Saberes: longevidade e qualidade de vida biopsicossocial”, realizado na Universidade do Estado de Minas Gerais, unidade Divinópolis, objetivou proporcionar atividades físicas, lúdicas e informativas, a fim de minimizar os efeitos provenientes desse isolamento e estimular uma interação entre os idosos e a família. O artigo visa a relatar as experiências acerca das atividades remotas do projeto. Uma equipe multiprofissional ficou responsável por disponibilizar vídeos em plataformas digitais, duas vezes por semana. Houve relatos dos benefícios consequentes do projeto, mas observou-se uma dificuldade com a tecnologia. Notou-se ainda um alcance de público além dos idosos e uma possível melhoria na interação familiar. Por parte da equipe, houve novas experiências e aquisições de habilidades pelo contato com o grupo, com as outras áreas de atuação e com o formato virtual.

Referências

RODRIGUES, L. S.; SOARES, G. A. Velho, idoso e terceira idade na sociedade contemporânea. Revista Ágora, Vitória, n. 4, 2006. Disponível em: https://www.periodicos.ufes.br/agora/article/view/1901. Acesso em: 17 fev. 2021.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Idosos indicam caminhos para uma melhor idade. Revista Retratos, Rio de Janeiro, 19 mar. 2019. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/24036-idosos-indicam-caminhos-para-uma-melhor-idade. Acesso em: 28 out. 2020.

MIRANDA, G.; MENDES, A.; SILVA, A. O envelhecimento populacional brasileiro: desafios e consequências sociais atuais e futuras. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Rio de Janeiro, v. 19, n. 3, p. 507-19, jun. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-98232016000300507&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 28 out. 2020.

MINAS GERAIS. Secretaria de Saúde. Fundação João Pinheiro. Boletim PAD-MG/2011: Hábitos de vida saudável. 4. ed. Belo Horizonte, dez 2012. Disponível em: http://novosite.fjp.mg.gov.br/wp-content/uploads/2020/06/9-Boletim-PAD-MG-2011-H%C3%A1bitos-de-vida-saud%C3%A1vel.pdf. Acesso em: 28 out. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Sobre a doença. Brasília, 2020. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/sobre-a-doenca#o-que-e-covid. Acesso em: 28 out. 2020.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE - OPAS. Folha informativa COVID-19 - Escritório da OPAS e da OMS no Brasil. Washington, 27 out. 2020. Disponível em: https://www.paho.org/pt/covid19#o-que-e. Acesso em: 28 out. 2020.

HAMMERSCHMIDT, K.; SANTANA, R. Saúde do idoso em tempos de pandemia COVID-19. Cogitare Enfermagem, Curitiba, v. 25, abr. 2020. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/view/72849. Acesso em: 28 out. 2020.

GADOTTI, M. Extensão Universitária: Para quê? Instituto Paulo Freire, São Paulo, fev. 2017. Disponível em: https://www.paulofreire.org/noticias/557-extensao-universitaria-para-que. Acesso em: 17 fev. 2021.

APÓSTOLO, J. et al. Efeito da estimulação cognitiva em Idosos. Referência - Revista de Enfermagem, Portugal, v. 3, n. 5, p. 193-201, 2011. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=388239964009. Acesso em: 17 fev. 2021.

AMODEO, M. T.; NETTO, T. M.; PAZ, R. F. Desenvolvimento de programas de estimulação cognitiva para adultos idosos: modalidades da Literatura e da Neuropsicologia. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 45, n. 3, 27 dez. 2010. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/8121/5810. Acesso em: 17 fev. 2021.

OLIVEIRA, F. Os benefícios da atividade física no envelhecimento - uma revisão literária. Educação Física em Revista, Distrito Federal, v. 5, n. 1, p. 1-9, 2011. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/efr/article/view/1976/1392. Acesso em: 17 fev. 2021.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

Vieira Salgado, J. V., Morelo Pereira, M., Correia, G. ., Silva Couto, V. ., Santos da Paixão, N. ., & Raimunda Ferreira , V. . (2021). Atividades virtuais interdisciplinares com idosos: práticas físicas e cognitivas durante a pandemia. Revista De Extensão Da UPE, 6(1), 33–37. Recuperado de https://www.revistaextensao.upe.br/index.php/reupe/article/view/99

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)